Exercícios 1 ano

Membrana plasmática
Permeabilidade celular
Endocitose e exocitose
Envoltórios externos à membrana plasmática

Vídeo sobre membrana plasmática

Vídeo 1/3



Vídeo 2/3




Vídeo 3/3





Texto sobre Membrana Plásmática

ESTRUTURAS CELULARES I
(membrana plasmática)
 
Tudo que existe, e que é indivualizado, precisa se separar do seu meio exterior por algum envoltório. Por exemplo, uma casa é separada do meio externo por paredes, pelo piso e pelo teto.

Imagine agora uma célula sem um envoltório. Como seria sua composição? Certamente, semelhante àquela encontrada ao seu redor. Sem esse envoltório, provavelmente a célula nem existiria.

Assim, o papel principal da membrana plasmática é delimitar a célula, em outras palavras, separar o conteúdo citoplasmático do meio em que ela se encontra. Por isso, começaremos nosso estudo sobre as estruturas que formam a célula pela membrana plasmática.


Quais as substâncias que formam a membrana plasmática?


Antes de responder a esta pergunta é importante lembrar que tanto o interior da célula quanto o seu exterior possui grande quantidade de água.

Você já pode ter observado o que acontece quando pinga uma gota de óleo sobre a água. O óleo não se mistura.

Os lipídeos, substâncias oleosas, são as principais moléculas presentes na membrana plasmática e o fato deles não se misturarem com a água ajuda no papel da membrana plasmática de separação da célula do seu meio externo. Os lipídeos da membrana são chamados de fosfolipídeos e se organizam em uma bicamada (duas camadas justapostas).

Os fosfolipídios possuem uma cabeça polar, formada por fósforo (que pode ficar em contato com a água) e caudas apolares (que não tem afinidade por água) que ficam voltadas para o interior da membrana.

Além dos fosfolipídeos a membrana também possui proteínas, que funcionam como portas e janelas da célula, e açúcares ligados aos lipídeos e às proteínas.
Ou seja, a composição da membrana plasmática ...é principalmente lipoprotéica ( lipídios + proteínas). O modelo mais aceito atualmente foi proposto por Singer e Nicholson e é conhecido como modelo do mosaico fluido, como mostra a figura abaixo.



O que aconteceria com a célula se a membrana plasmática não permitisse a passagem de nenhuma substância através dela?
Assim como, por exemplo, um carro precisa de portas para as pessoas entrarem e sair, as células também possuem mecanismos que permitem a entrada e a saída de substâncias.

Dizemos que a membrana plasmática seleciona a passagem destas substâncias e que ela possui, desta forma, uma permeabilidade seletiva.
A camada fosfolipídica da membrana plasmática funciona como uma barreira fluida (maleável) e permite a passagem de substâncias diretamente através dela.

Você acha que tudo consegue atravessar essa barreira fosfolipídica?

A resposta é não. Atravessará a barreira apenas as substâncias pequenas que consigam se entremear através dos fosfoslipídeos. Essas substâncias precisam ter afinidades por lipídeos, senão não conseguiriam se "misturar" com eles para atravessar a membrana.

Por outro lado não são apenas substâncias com afinidades por lipídeos que atravessam a membrana plasmática. As substâncias que não conseguem atravessar diretamente a camada fosfolipídica podem entrar ou sair da célula através de suas portas e janelas, que são as proteínas.



A passagem das substâncias de pequeno porte através da membrana pode ocorrer passivamente ou ativamente

Antes de entender as duas formas principais de transporte na membrana, o passivo e o ativo, é necessário que compreenda muito bem o processo de difusão.

Você já deve ter observado o que acontece quando uma pessoa passa um perfume forte e permanece em um ambiente fechado. Em poucos instantes toda a sala fica com o cheiro do perfume. Já parou para se perguntar por que isso ocorre?

Lembra que dois corpos não ocupam um mesmo lugar no espaço? Isso significa dizer que quando uma "partícula" se move, ela acaba "tomando o lugar" de uma outra partícula que se encontra ao seu lado.

O ar é composto de diversas "partículas" flutuantes diferentes, ou seja, de gases, como o oxigênio, gás carbônico e nitrogênio, que se movem, e que estão sempre trocando de lugar uns com os outros.

O perfume é feito por um líquido muito volátil, que se torna um gás facilmente. Quando os gases perfumados são adicionados ao ar, eles também irão se mover e trocar de lugar com os outros tipos de gases. Isso faz com que depois de um tempo tenhamos gases de perfume espalhados por todo o ambiente fechado.

As moléculas presentes dentro de líquidos também possuem capacidade de movimento. Dentro da célula e em seu exterior existe grande quantidade de líquidos. Então, quando uma molécula qualquer se move dentro desses líquidos elas deverão também trocar de lugar com as moléculas que estão ao seu redor.

Agora, responda a seguinte pergunta: Uma pessoa está parada numa estação final de trem esperando para embarcar. O trem chega lotado de passageiros e abre as portas. A pessoa conseguirá entrar com facilidade?

Você já deve ter percebido que esta pessoa terá grande dificuldade de entrar no trem porque haverá um grande fluxo de passageiros saindo dele.

O mesmo acontece com as substâncias que entram e saem de uma célula. Se existe maior quantidade de substâncias de um lado ou do outro, haverá maior fluxo de passagem para o lado que a substância estiver em menor quantidade.

Assim, a difusão pode ser entendida como um maior fluxo de movimento de moléculas em direção a uma região onde as mesmas se encontram em menor quantidade.

a) Transporte Ativo –
Movimento de entrada ou saída de substâncias em uma célula com gasto de energia. Ex: bomba de sódio e potássio. Para entender o transporte ativo, pense em nosso exemplo acima e imagine o caso da pessoa que está do lado de fora do trem. Para entrar no trem esta pessoa terá que "vencer" a direção natural de movimento de passageiros. E, ao fazer isso, terá que se movimentar contra um "gradiente" de passageiros e se esforçar bastante. Em outras palavras, ela terá que gastar energia. Para ocorrer a passagem de uma molécula contra um gradiente de concentração também será necessário o gasto de energia.

b) Transporte Passivo – Movimento feito sem gasto de energia, ou seja, respeitando o gradiente de condentração. Ex: osmose.

Osmose – É a difusão da água, ou seja, a passagem de água de um meio hipotônico (onde ela se encontra em maior quantidade) para um meio hipertônico (onde ela se encontra em menor quantidade). Em um meio hipotônico existe maior quantidade de água e menor quantidade de sal dissolvido. O contrário ocorre em um meio hipertônico.

Difusão facilitada
É a passagem de macromoléculas através de proteínas especiais denominadas permeases, que formam poros na membrana.

A membrana plasmática possui a capacidade de englobar substâncias de maior porte através da endocitose


Endocitose –
Transporte de moléculas em grande quantidade. Existem dois tipos de mecanismos para esse transporte:

a) Fagocitose – Englobamento de partículas sólidas por meio da emissão de pseudópodes pela membrana plasmática.

b) Pinocitose – Englobamento de gotículas líquidas por meio de invaginações da membrana plasmática


Exercícios sobre membrama plasmática

Questões:
01. Descreva o modelo de mosaico fluído proposto por Singer e Nicholson para a estrutura da membrana plasmática.


02. Em relação às especialidades da membrana, conhecidas como microvilosidades, responda:

a) No que consistem?

b)
Para que servem?
c)
Onde aparecem?




04. Em relação às células animais, denominam-se glicocálix:

a) os microvilos das células que revestem o intestino delgado;
b) todas as células acinosas de glândulas secretoras;
c) o colo do espermatozóide;
d) a estrutura lipoprotéica das membranas celulares;
e) uma camada com proteínas e carboidratos que recobre a membrana plasmática.



06. A membrana plasmática apresenta uma propriedade típica: a permeabilidade seletiva. No que consiste essa propriedade?


07. (VUNESP) A membrana plasmática que delimita a célula permite a passagem seletiva de substâncias do meio externo para o meio interno da célula e vice-versa. O que se entende por transporte ativo e difusão
facilitada?


08. Todas as células possuem uma membrana plasmática, ou plasmalema, que separa o conteúdo protoplasmático, ou meio intracelular, do meio ambiente. A existência e integridade dessa estrutura são importantes, porque a membrana:

a) regula as trocas entre a célula e o meio, só permitindo a passagem de moléculas de fora para dentro da célula e impedindo a passagem em sentido inverso;
b) possibilita à célula manter a composição intracelular diversa do meio ambiente;
c) impede a penetração de substâncias existentes em excesso no meio ambiente;
d) torna desnecessário o consumo energético para captação de metabólitos do meio externo;
e) impede a saída de água do citoplasma.


09. Sobre o mecanismo de transporte ativo, através da membrana celular, são feitas as seguintes afirmações:

I -    Para que moléculas sejam transportadas a partir de uma solução mais concentrada para uma menos concentrada, através da membrana celular, a célula deve despender energia, e isto é denominado transporte ativo.

II -   Dentre as diferentes substâncias que são, com freqüência, transportadas ativamente através da membrana celular estão:aminoácidos, íons sódio, íons potássio, íons hidrogênio e vários monossacarídeos.

III -  O mecanismo básico envolvido no transporte ativo depende de transportadores específicos, que reagem de maneira reversível com as substâncias transportadas, sob a ação de enzimas e com consumo de energia.

Escreveu-se corretamente em:

a) I e II apenas
b) I e III apenas
c) II e III apenas
d) I, II e III
e) nenhuma delas


10. O que acontece quando as hemácias são colocadas em:

a) Água destilada.
b) Solução hipertônica.  



1º) Quais são os constituintes fundamentais da membrana plasmática e qual é a sua espessura aproximada?




2º) Descreva resumidamente o modelo do mosaico fluido proposto para a estrutura das membranas celulares.

3º) Que relação existe entre diabetes melitos tipo II (tardio) e a membrana plasmática?
4º) O que se entende por permeabilidade seletiva da membrana plasmática?
 5º) Em que consiste o transporte ativo que ocorre na membrana plasmática?
6º) O que é difusão e que princípio rege esse processo?
7º) Quais são as condições  básicas para que uma substância se difunda através da membrana plasmática de uma célula?
8º) O que  é osmose?

9º) O que são soluções hipertônicas, hipotônicas e isotônicas?

10º) Quais são as características de uma célula vegetal túrgida?E as de uma célula plasmolisada?

11º) O que é difusão facilitada? Compare-a com difusão simples, apontando uma semelhança e uma diferença entre os dois processos?

12º) Em que consiste a bomba de sódio-potássio?
13º) Porque a bomba de sódio-potássio é considerada um mecanismo de transporte ativo?

14º)  Aponte e comente semelhanças e diferenças entre os processos  de fagocitose e pinocitose.

15º) Em que consiste a exocitose  e qual sua função?
16º) O que é glicocálix?

17º) Qual é a diferença fundamental entre paredes bacterianas de bactérias e de arqueobactérias?
18º) O que são plasmodesmos?

Permeabilidade celular

Texto

PERMEABILIDADE CELULAR
PROCESSOS ATIVOS e PASSIVOS:

ATIVO:


Com gasto de energia, compreende: FAGOCITOSE. PINOCITOSE. BOMBA DE Na+( Sódio ) e K+ ( Potássio)

FAGOCITOSE:
Englobamento de partículas sólidas por pseudópodes. É formado um fagossoma, que se une a um lisossoma, formando o vacúolo digestivo e originará o vacúolo residual que elimina as toxinas pelo processo da clasmocitose. A ingestão de partícula sólida é a GLICOSE. CLASMOCITOSE: Eliminação das toxinas pela fagocitose e pinocitose.


PINOCITOSE:


A membrana plasmática sofre uma invaginação para a obtenção de partículas líqüidas, formando então o pinossoma que irá se unir ao lisossoma, formando o vacúolo digestivo e originará o vacúolo residual que elimina as toxinas pelo processo da clasmocitose. A ingestão de partícula líqüida é o LIPÍDEO (gordura).

BOMBA DE Na+ e K+:
A bomba é decorrente da diferença de concentração entre os íons sódio e potássio no interior da célula e também no exterior. Devido essa diferença de concentração há a movimentação dos íons ocasionando assim o impulso elétrico no interior dos neurônios.

PASSIVO:


Sem gasto de energia, compreende: OSMOSE: DIFUSÃO:

OSMOSE:


É a passagem de solvente de um local com maior concentração de solvente para um local de menor concentração de solvente, através de uma membrana semi-permeável e seletiva.

DIFUSÃO:


É a passagem de soluto de um local com maior concentração de soluto para um local de menor concentração de soluto, através de uma membrana semi-permeável e seletiva.

SOLUÇÃO:


SOLUÇÃO SOLVENTE + SOLUTO. ( ÁGUA ) + ( Qq SUBSTÂNCIA ) Ex.: NaCl ( sal de cozinha )





TIPOS DE SOLUÇÕES:




S. HIPERTÔNICA: A concentração do soluto é maior que a concentração de solvente. S. ISOTÔNICA: A concentração do soluto é igual que a concentração de solvente. S. HIPOTÔNICA: A concentração do soluto é menor que a concentração de solvente.

EXEMPLOS PRÁTICOS:




Quando uma célula animal é mergulhada numa solução hipertônica, perde água. Esse processo se chama PLASMÓLISE ( murcha ). Quando a célula é retirada desta solução e colocada numa solução HIPOTÔNICA, num primeiro instante volta a sua condição original,

Continuação:
num processo chamado DEPLASMÓLISE. A célula então é mantida nesta solução e ganha aumento de volume, num processo chamado TURGÊNCIA (incha ), caso continue nesta solução a membrana plasmática irá se romper por excesso de água, num processo que se chama PLASMOPTISE.

Continuação:




Quando uma célula vegetal é mergulhada numa solução hipertônica, perde água. Esse processo se chama PLASMÓLISE ( murcha ). Quando a célula é retirada desta solução e colocada numa solução HIPOTÔNICA, num primeiro instante volta a sua condição original,

Continuação:
num processo chamado DEPLASMÓLISE. A célula é mantida nesta solução e ganha aumento de volume, num processo chamado TURGÊNCIA (incha ), caso continue nesta solução a membrana plasmática NÃO irá se romper devido a presença da PAREDE CELULAR, que é rígida e impermeável. Portanto na célula vegetal NÃO OCORRE PLASMOPTISE.

Continuação:


Vejamos agora o que acontece com uma célula em especial, as hemácias ou eritrócitos ou glóbulos vermelhos. Estes quando mergulhados em solução HIPERTÔNICA perdem água para o meio, esse processo se chama CRENAÇÃO ( murcha ).

Continuação:


Caso, seja retirada desta solução e mergulhada numa solução HIPOTÔNICA, ocorrerá o acúmulo de água em seu interior provocando o rompimento da membrana plasmática, esse processo se chama HEMÓLISE.



Exercícios sobre permeabilidade celular





  1. - Considere as seguintes situações:
I- Uma célula da raiz de um vegetal absorvendo água do solo.
II- Uma célula da folha de uma alface, temperada com sal e vinagre.
III- Uma hemácea em um capilar do pulmão.
Assinale a alternativa que apresenta o tipo de transporte que cada célula realiza, em cada caso.

ASituação ISituação IISituação III
Transporte ativoDifusãoDifusão
BOsmoseDifusãoOsmose
COsmoseDifusãoTransporte ativo
DOsmoseOsmoseDifusão
ETransporte ativoOsmoseOsmose

Classe
  1. O movimento de moléculas de aminoácidos para o interior das células faz-se, geralmente, por:
a) osmose
b) simples difusão
c) difusão facilitada
d) transporte ativo
e) fagocitose
2- Diferencie a membrana plasmática da parede celular quanto à composição química e ao tipo de células em que ocorrem.
3- A membrana plasmática é uma película que envolve o citoplasma de todas as células. Ela controla as trocas de íons e moléculas entre o interior da célula e o meio externo (permeabilidade seletiva). Em alguns casos, substancias passam pela membrana plasmática através da fagocitose e pinocitose. Qual é a diferença entre dois processos?
4- Algumas pessoas, após constatarem que o feijão que prepararam ficou muito salgado, colocam pedaços de batatas para torna-lo menos salgados. Durante o processo no caldo do feijão:
a) O sal passa para a batata por osmose, diminuindo o gosto salgado.
b) O amido da batata, pela fervura é transformado em glicose, “adoçando” o feijão.
c) O sal passa por transporte ativo, para a batata, diminuindo o gosto salgado.
d) O amido da batata se dissolve, diminuindo o gosto salgado.
e) O sal se difunde pela batata, diminuindo sua concentração.
5- No esquema a seguir, são apontadas três especializações de membrana presentes nas células do epitélio intestinal. Complete o quadro com o nome ou a função correspondente.

Nome da especializaçãoFunção
1Digestão de enzimas
2Microvilosidades
3Aumento da adesão entre células adjacentes

6- A parede celular é uma estrutura de revestimento externo de células vegetais. Sobre a parede celular, é correto afirmar que:
1) apresenta pontuações (poros) que permitem o intercambio entre células vizinhas
2) apresenta celulose em sua composição
4) é impermeável
16) é resistente à tensão esta ausente nas células mais velhas
32) dependendo do tipo vegetal, pode apresentar outras substancias em sua composição, tais como a suberina.

7- Um estudante colocou dois pedaços recém-cortados de um tecido vegetal em dois recipientes, I e II, contendo solução salina. Depois de algumas horas verificou que no recipiente I as células do tecido vegetal estavam plasmolisadas. No recipiente II, as células mantiveram seu tamanho normal.
a) Qual a conclusão do estudante quanto à concentração das soluções salinas nos recipientes I e II, em relação ao suco celular do tecido?
b) O que significa dizer que em I as células estavam plasmolisadas?
8- Uma células vegetal é retirada de uma solução hipertônica é retirada de uma solução isotônica 1, mergulhada numa solução hipertônica 2 e, a seguir, colocada numa solução 3, que apresenta concentração idêntica à solução 1.
a) O que acontece com a célula em 2?
b) E em 3?


Endocitose e exocitose

Vídeo sobre endocitose




Vídeo sobre endocitose e exocitose


vídeo sobre exocitose e endocitose




Texto sobre endocitose e exocitose

Texto sobre. Endocitose (Pinocitose e Fagocitose) e Exocitose



Endocitose é o processo através do qual as células captam macromoléculas, substâncias particuladas e, em casos especializados outras células.
O material a ser ingerido é, progressivamente, envolvido por uma pequena região da membrana plasmática, que primeiro invagina e depois se fecha e se desprende formando uma vesícula intracelular, que contém a substânca ou material ingerido. Dois tipos principais de endocitose podem ser distinguidos com base no tamanho das vesículas endocíticas formadas:
A pinocitose ("célula bebendo"), que envolve a ingestão de fluidos e solutos através de vesículas pequenas (150nm de diâmetro)
A fagocitose ("célula comendo"), que envolve a ingestão de partículas grandes como microorganismos e pedaços de células, via vesículas grandes denominadas fagossomos, geralmente maior que 250nm de diâmetro.
Embora a maioria das células eucarióticas esteja, continuamente, ingerindo fluidos e solutos por pinocitose, partículas grandes são ingeridas principalmente por células especializadas em fagocitose.
A fagocitose, em protozoários, é uma forma de alimentação: partículas grandes captadas por endossomos chegam até os lisossomos e os produtos do processo de digestão subsequente chegam ao citosol para serem utilizados como alimento. Entretanto, poucas células em organismos multicelulares, são capazes de ingerir, eficientemente partículas grandes, e no intestino do animais, por exemplo, partículas grandes de alimento são quebradas no meio extracelular antes de serem importadas para a célula.
A fagocitose é importante, para a maioria dos animais, para outros processos que não de nutrição. Em mamíferos existem dois tipos de glóbulos brancos no sangue especializados em fagocitose: macrofágos e neutrófilos que nos defendem contra infecções, ingerindo os microorganismos invasores. Para que sejam fagocitadas as partículas devem, em primeiro lugar, ligar-se a superfície do fagócito.

Em muitas células a endocitose é tão extensiva que uma grande fração da membrana plasmática é internalizada a cada hora. Os componentes da membrana plasmática (proteínas e lipídeos) são continuamente retornados à superfície celular em um ciclo endocítico-exocítico em grande escala, que é, em sua maior parte, mediado por cavidades e vesículas recobertos por clatrina. Muitos receptores da superfície da célula, que ligam macromoléculas extracelulares específicas, localizam-se em cavidades recobertas com clatrina, num processo denominado endocitose mediado por receptores.
As vesículas endocíticas recobertas, rapidamente perdem sua cobertura de clatrina e se fundem com os endossomos prematuros. Muitos ligantes se dissociam de seus receptores no ambiente ácido do endossomo e acabam chegando aos lisossomos, enquanto muitos dos receptores são reciclados, via vesícula de transporte, de volta para superfície da célula para serem reutilizadas. Mas, complexo ligante-receptor pode seguir outras vias, a partir do compartimento endossomal. Em alguns casos, ambos, receptor e ligante, acabam sendo degradados nos lisossomos, causando a "down regulation" dos receptores.


Exocitose


As vesículas de transporte que se destinam a membrana plasmática normalemente deixam a rede deGolgi trans em um fluxo constante. A proteínas de membrana e os lipídeos, nessa vesículas, fornecem novos componentes para a membrana plasmática, enquanto as proteínas solúveis dentro das vesículas são secretadas para o espaço extracelular.A fusão das vesículas com a membrana plasmática é denominada exocitose. Desta forma, as células pode produzir e secretar por exemplo muitas das proteoglicanas e as glicoproteínas da matriz extracelular.
Todas as células necessitam desta via receptora constitutiva. Entretanto, células secretoras especializadas possuem uma segunda via secretora na qual proteínas solúveis e outras substâncias são armazenadas inicialmente em vesículas secretoras, para serem liberadas mais tarde. Esta é a via secretora regulada, que é encontrada principalmente em células que são especializadas na secreção de produtos com os hormônios, os neurotransmissores e enzimas digestivas, de uma forma rápida, de acordo com a sua demanda.
Nas vias reguladas, as moléculas são armazenadas em vesículas que não se fundem com membrana plasmática para liberar seu conteúdo até que um sinal extracelular seja recebido. Uma condensação seletiva das proteínas direcionadas para as vesículas secretoras acompanha seu empacotamento, nestas vesículas na rede de Golgi trans. As vesículas sinápticas são confinadas às células nervosas e algumas células endócrinas; elas são formadas a partir dos endossomos e são responsáveis pela secreção regulada de moléculas pequenas de neurotransmissores. Enquanto as vias reguladas operam apenas em células secretoras especializadas, uma via constitutiva opera em todas as células, mediadas pelo contínuo transporte por vesículas a partir da rede de Golgi trans, para a membrana plasmática.

Figura: Ilustração de exocitoses reguladas e não reguladas.
As proteínas produzidas no RE são automaticamente encaminhadas a rede de Golgi trans e depois para a membrana plasmática pela via constitutiva ou de default, a menos que sejam desviadas para outras vias ou sejam retidas por sinais de seleção específicos. Entretanto, em células polarizadas, as vias de transporte, a partir da rede de Golgi trans para a membrana plasmática, devem operar seletivamente para garantir que conjuntos diferentes de proteínas de membrana, proteínas secretadas e lipídeos sejam levados aos domínios apropriados da membrana plasmática.


Exercícios sobre


01- UFSC – Modificada - A membrana plasmática é uma membrana semi-permeável, não havendo condições, normal-mente, para o extravasamento dos colóides citoplasmáticos para fora da célula. Sob esse aspecto, a membrana já começa a selecionar o que deve entrar na célula ou dela sair. Considerando os diferentes processos de passa-gem através da membrana plasmática, é CORRETO afirmar que
01] a osmose é a passagem de moléculas de água, sempre no sentido do meio mais concentrado para o menos concentrado.
02] no transporte ativo, enzimas agem como transportadoras de moléculas, tais como o açúcar, ou íons.
04] na difusão facilitada, participam moléculas especiais e há gasto de energia.
08] a fagocitose é um tipo de endocitose, onde ocorre o englobamento de partículas sólidas.
16] a pinocitose é outro tipo de endocitose, ocorrendo, neste caso, o englobamento de pequenas porções de substâncias líquidas.
32] pela exocitose, substâncias inúteis à célula são eliminadas.
SOMA [     ]

02- UFSC - Modificada - Em relação à ocorrência, origem, estrutura e função das organelas citoplasmáticas, assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S).
01] As mitocôndrias são formadas de enzimas oxidantes e participam do processo de desintoxicação celular.
02] Os vacúolos do suco celular são exclusivos das células vegetais, sendo pequenos e numerosos nas células jovens e geralmente único na célula adulta.
04] Os vacúolos pulsáteis ocorrem em alguns Protistas e participam da manutenção do equilíbrio homeostático.
08] Os lisossomos originam-se do ergastoplasma (RER) e do Complexo de Golgi e participam do processo de respiração celular.
16] O Complexo de Golgi existe em abundância nas células secretoras e participa da síntese de proteínas.
32] Os plastos são organelas citoplasmáticas que ocorrem em todos os vegetais e em todos os Protistas.
64] Os centríolos coordenam o processo de divisão cromossômica.
SOMA [     ]

03- UFSC – Modificada - A mitose e a meiose são dois tipos de divisão celular. Com relação a esses processos, assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S).
01] A mitose é uma divisão do tipo equacional.
02] A meiose ocorre em quatro etapas sucessivas.
04] A meiose ocorre na linhagem germinativa, quando da produção dos gametas.
08] Ambos os processos ocorrem em todos os seres.
16] Em alguns organismos a mitose é utilizada como forma de reprodução.
32] A mitose ocorre nas células somáticas.
64] O número de cromossomos das células resultantes de ambos os processos é igual ao das células que lhes deram origem, porém somente as células que sofreram meiose podem apresentar recombinação genética.
SOMA [     ]

04- Sobre organóides celulares, é correto:
01] O complexo de Golgi só se desenvolve em células animais.
02] É de se esperar que existam mais mitocôndrias na célula muscular do quem em uma célula epitelial.
04] Na divisão celular astral, observada em animais, a participação do centríolo é notável.
08] A hemoglobina, um eficiente transportador de oxigênio e, em menor escala, de gás carbônico, é encontrada no interior de heritrócitos.
16] Uma célula polinucleada formada "do modo plasmódio" tem seus núcleos duplicados como ocorre com as células musculares.
32] O lisosomo é o organóide resposável pela síntese de proteínas no interior da célula.
64] A fagocitose se dá pelo englobamento de particulas sólidas por emissão de pseudópodos, como nos leucócitos.
SOMA [     ]

05- MACKENZIE – Adaptada - Com seu conhecimento em bioquímica celular, assinale a alternativa correta, considerando que uma molécula de DNA seja constituída de 1.600 mucleo’tideos e destes 15% são citosina. Assim teremos, nesta molécula:
01] 240 de citosina
02] 240 de guanina
04] 560 de adenina
08] 560 de timina
16] 240 de adenina
32] 240 de timina

Envoltórios externos à membrana plasmática


Vídeo 1


Texto sobre envoltório da membrana plasmática

Membrana Plasmática (MP), Plasmalema,Envoltório celular.


Membrana celular (ou membrana plasmática ou membrana citoplasmática ou plasmalema)
É o envoltório que toda célula possui (define seu limites, e mantém as diferenças essenciais entre os meios interno e externo). Sua espessura está entre 6 a 9 nm, só visível ao microscópio eletrônico, são flexíveis e fluidas.
São estruturas altamente diferenciadas, destinadas a uma compartimentação única, na natureza. Elas são capazes de selecionar, por mecanismos de transporte ativo e passivo, os ingredientes que devem passar, tanto para dentro como para fora das células.
A MP pode ser considerada: Permeável, quando permite a passagem de soluto e solvente.
Impermeável, quando não permite a passagem de soluto e solvente.Semipermeável, quando permite a passagem somente de solvente e Selitivamente permeável,quando permite a passagem de solvente e determinados solutos.

Estrutura básica da Membrana Plasmática

Modelo Mosaico Fluido - Sugerido por Singer e Nicholson, onde as proteínas da membrana estão engastadas na camada lipídica, do lado interno, do lado externo, ou atravessando completamente a membrana. Existe uma grande variedade proteínas membranais. A fluidez esta condicionada ao tipo de ligações intermoleculares na membrana. O termo mosaico se deve ao aspecto da membrana na microscopia eletrônica. Atualmente, o modelo do mosaico fluido é o mais aceito, por encontrar apoio em varias evidencias experimentais. Este modelo propoe duas camadas de lipídios permeadas por proteínas, como apresentado na ilustração acima.
Glicocálix
É um envoltório externo a membrana, encontrado somente em células animais,formando uma rede frouxa de carboidartos que recobre a mambrana. Sua principal função é proteger a membrana contra choque químicos e físicos, além de reter diferentes enzimas e nutrientes. Pode atuar contra ataques de vírus e outos agentes.As diferentes células apresentam diferentes glicocálix, com relação a quantidade e tipo de carboidratos que o compoe.

 
Exercícios sobre envoltório da membrana plasmática

  • A estrutura da célula ( envoltórios celulares )

  1. As células vegetais possuem dois tipos de envoltório: a parede celular ou membrana esquelética e a membrana plasmática. Cite duas diferenças entre esses tipos de envoltório.

  1. (UFV – MG) Uma célula vegetal quando colocada em solução hipotônica recebe água, já que a concentração osmótica de seu meio interno é maior do que a do meio externo. Por isso, o seu volume pode aumentar, mas até um certo limite, apesar de as concentrações externa e interna continuarem diferentes.
      Responda:

a)      O que impede que a célula vegetal se rompa quando colocada em solução hipotônica?
b)      O que permite à água penetrar na célula vegetal?

  1. (PUC – MG) As trocas entre as células e o meio podem ocorrer sob diversas modalidades, como, por exemplo, por difusão simples e difusão facilitada. O que distingue a difusão facilitada da simples?

  1. (PUC – SP) A concentração de um determinado íon X é vinte vezes maior no interior de uma célula do que no meio extracelular.

a)      Explique o tipo de mecanismo que mantém essa diferença iônica entre a célula e seu meio.
b)      O que aconteceria com a situação descrita acima, se fosse bloqueado o processo respiratório dessa célula?

  1. (FUVEST – SP) Dê duas diferenças entre os processos de pinocitose e fagocitose.

  1. (UFRJ) Desde a Antiguidade, o salgamento tem sido usado como recurso para evitar a putrefação de alimentos, como a carne de boi, de porco e de peixe. Explique o mecanismo através do qual o salgamento preserva os alimentos.

  1. (FUVEST – SP)  As bananas mantidas à temperatura ambiente deterioram – se em conseqüência da proliferação de microrganismos. O mesmo não acontece com a bananada, conserva altamente açucarada, produzida com essa fruta.
a)      Explique,  com base no transporte de substâncias através da membrana plasmática, por que bactérias e fungos não conseguem proliferar em conservas com alto teor de açúcar.
b)      Dê exemplo de outro método de conservação de alimentos que tenham por base o mesmo princípio fisiológico.


Vídeo 2
video

5 comentários:

  1. professora perfeita..!
    Ensina muitoooo beem..!

    ResponderExcluir
  2. CADE AS PORRA DAS RESPOSTAS? PROFESSORA DE MERDA!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro aluno, procure você mesmo as respostas!

      Excluir
  3. kkkkkkkkkk porra q não tem gabarito

    ResponderExcluir